Diferenças entre um escritor profissional e um aspirante

Antes de mais nada: todos começamos de algum lugar

Então você quer ser um escritor, não é mesmo? Antes de começar a explorar todo seu potencial, existe um fato importante que você necessita saber: todos já foram iniciantes um dia. De Clarice Lispector até Carlos Drummond de Andrade, todos os autores e autoras já tiveram seu momento de aspirante. Aquela ansiedade sobre qual conteúdo escrever, sobre a que público agradar ou até mesmo aquele medo de “será que alguém vai apreciar minha obra?”, são sintomas comuns a todos.
Caro leitor, a PoloPrinter vai contar algumas Dicas de como tornar-se um escritor e mostrar como você pode chegar lá.


Aspirante, eu?

Talvez o ponto de partida é entender que, na prática, não existem escritores aspirantes. Ou você é um escritor ou não é. E isso significa que o que separa um escritor de um “não escritor” é o fato de o primeiro realmente redigir algo. Portanto, você precisa começar a se expressar de forma textual, e colocar “a mão na massa”. Esse é o ponto crítico o qual você deve superar.


De aprendiz a mestre: como chegar lá

Uma vez que você iniciou a redigir, é preciso aprimorar muitas coisas. Seu estilo de escrita, a qualidade do seu conteúdo e as palavras que você escolhe são exemplos. Todos os grandes autores passaram anos escrevendo, refinando os detalhes e as características que fizeram deles conhecidos. Uma dica da PoloPrinter é que você escolha seus pareceristas, ou seja, pessoas nas quais você confia para lerem seu conteúdo e ajudar o aprimoramento da sua publicação, através do que chamamos de “visão externa”. Inclusive, se você já tem algum livro que pretende publicar, consulte nosso atendimento experiente e especializado, nossa equipe pode auxiliá-lo em avaliações para a sua publicação.


O que os profissionais fazem

Eles leem muito. Essa é a regra de ouro. Dificilmente você verá grandes autores afirmarem que leem pouco. Somente através da leitura crítica e atenciosa você poderá compreender mensagens e a identificar estilos. E mais: entender o que poderá agregar valor à sua forma de escrever e a gerar novas formas de se expressar textualmente. Além disso, conheça seu idioma e pratique a escrita. A prática leva à perfeição, principalmente aliada a um bom vocabulário e a uma boa ortografia.


E agora?

Depois de esclarecermos a diferença de um escritor aspirante e de um profissional, quais são os próximos passos que você dará? Como mencionamos, a PoloPrinter pode te ajudar caso você possua uma ideia ou texto já formulado. Agora você já sabe que:

  1. necessita ler muito para entender novas ideias, identificar estilos e aprimorar seu senso crítico;
  2. praticar bastante, afinal, todos os mestres da literatura tornaram-se referência após escrevem e publicarem várias obras e, por fim;
  3. buscar outras perspectivas sobre seu texto, de forma a aperfeiçoar sua obra, independente do gênero que for.

Entre em contato com nossa equipe, teremos o prazer de assessorar você e sua obra. Se preferir, já peça o seu orçamento conosco.

 

 

Clientes que confiam na PoloPrinter

USP
UNICAMP
PUCSP
UFSCAR
Unifran
Unifesp
Insper
FIA
feusP
fea-usp
IC
Adolf Lutz
SESI
SENAI
SENAC
TUSP